Açúcar afeta pensamento e memória

José Eduardo Mendonça – 17/05/2012 às 12:41

Estes efeitos ainda não eram conhecidos

Há muitas pesquisas revelando os efeitos daninhos da frutose, com seu papel em diabetes, obesidade e gordura no fígado. Agora, um novo estudo é o primeiro a mostrar como a substância mexe com o cérebro.

“Nossas descobertas ilustram o fato de que o que você come afeta o modo como você pensa,” disse Fernando Gomez-Pinilla, professor de neurocirurgia na Escola de Medicina David Geffen da Universidade da Calórnia-Los Angeles e professor de fisiologia e biologia no Colégio de Letras e Ciências da universidade. “Comer uma dieta de alta frutose afeta no longo prazo a capacidade do cérebro de aprender e de lembrar de informações.”

O consumo de refrigerantes e doces por apenas seis semanas pode prejudar capacidades cognitivas e danificar a sinalização de insulina.

A equipe focou em xaropes de milho de alta frutose (HFCS). Queridinhos das indústrias de alimentos processados, os HFCS são seis vezes mais doces que a cana de açúcar e são regularmente encontrados em refrigerantes, condimentos e alimentos infantis. O americano médio consome mais de 20 quilos deste xarope por ano, de acordo com o Departamento de Agricultura americano.

“Não estamos falando da frutose que ocorre naturalmente em frutas, que também contém anti-oxidantes importantes,” explicou Gomez-Pinilla. “Estamos preocupados que o xarope seja acrescentado a produtos alimentícios como adoçante e preservativo.” Os resultados da pesquisa foram publicados esta semana no Journal of Physiology

Anúncios